6 de nov de 2009

RENAISSANCE

Quase, quase, um ano depois do último (e segundo) post, vou colocando aqui um terceiro. Tava pensando em começar um blog novo só pra eu colocar uns textos que tenho escrito aleatoriamente, nem desconfiava que assim que eu fosse para a página 'blogspot.com' eu já encontraria meu nome e um botão dizendo NOVA POSTAGEM. Confesso ter ficado surpreso pelo fato de eu ter conseguido usar esse blog que eu julgava auto-destruído. Mas vá saber.

Poesiazinha minha:

Uma boa fuga


A noite paulistana,
não importando a estação,
é fria.
Sabes que não durmo no quarto fechado, amor,
tenho claustrofobia.
Abro, então, a janela
e me calo sob o cobertor.
Sendo assim, querida,
como posso te amar em São Paulo
como amava no interior?


E só :)

Nenhum comentário: